Notícias

Postado: 01/04/2021 | 16:52

ECONOMIA VERDE

Quando falamos em economia verde, estamos falando de iniciativas sustentáveis. Estudos demonstram que essas iniciativas tendem a ser a solução para a recuperação econômica no pós-pandemia.

Devido à pandemia da Covid 19, buscar novas formas de adaptação e mudanças, principalmente no que diz respeito ao meio ambiente se tornou obrigatório. Um estudo realizado pelo instituto de pesquisas WRI Brasil, em parceria com UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), estimou que se o Brasil investisse em iniciativas de economia sustentável, haveria um ganho acumulado de R$ 2,8 trilhões ao PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, até 2030, e que seriam gerados 2 milhões de novos empregos nos próximos dez anos.

A pesquisa foi realizada como parte da iniciativa internacional New Climate Economy, que tem como objetivo demonstrar os benefícios da associação entre o desenvolvimento econômico e o combate ao aquecimento global. Mas para que a humanidade usufrua desses benefícios é necessário que se empreguem estratégias verdes nos setores de infraestrutura, indústria e agronegócio.

E como isso aconteceria na prática?

• Na infraestrutura – com investimentos em produtividade que não gerem danos ao meio ambiente.

• Na indústria – com a redução das emissões de CO2 provenientes da queima de combustíveis fósseis.

• Na agricultura – com a implementação de técnicas de uso mais eficiente do solo e com a preservação da região amazônica.

A natureza é a origem e o futuro que nos garante a vida. Por isso, em momentos de crise a economia deve voltar a atenção à manutenção da vida, para que haja saúde econômica e social. Especialistas do setor econômico são unânimes em afirmar que negócios voltados à valorização da biodiversidade e conservação da natureza serão os responsáveis pela economia do futuro.

E você? Qual a sua opinião sobre um futuro baseado na economia verde?